UMA MÉDICA EM PRIMEIRO LUGAR: UMA CIRURGIÃ DE FISSURAS NA LINHA DE FRENTE DO COMBATE AO COVID-19

Smile Train

Smile Train surgeon in PPE

A Dra. Daniely Farias é uma cirurgiã plástica parceira da Smile Train de Campo Grande (MS), que agora está na linha de frente na luta contra o COVID-19 em sua comunidade. Ela compartilhou conosco como essa pandemia transformou o seu trabalho, sua comunidade e sua compreensão de si mesma como médica.

“Um dos hospitais em que trabalho, a Cooperativa Unimed Campo Grande, precisou fazer uma série de adaptações para receber pacientes com coronavírus, incluindo a abertura de outra unidade de terapia intensiva e a aquisição de mais respiradores e equipamentos de proteção individual (EPI).

Todos os tratamentos referentes às fissuras labiopalatinas foram adiados por algumas semanas e não serão retomados até o final de abril. A FUNCRAF, onde realizamos atendimento ambulatorial e de acompanhamento, também precisou alterar todas as consultas agendadas, e não tenho certeza de quando o serviço será restabelecido. Isso me deixa com o coração apertado, mas entendo que é necessário e temporário - muitas crianças com fissuras vivem com pessoas que fazem parte do grupo de alto risco, e seria terrível se elas fossem infectadas.

Smile Train medical team

Apesar de toda essa mudança, do adiamento das cirurgias plásticas e das fissuras e do fechamento temporário do ambulatório, tenho a honra de colaborar com meus colegas no tratamento desta doença que está aterrorizando o mundo inteiro. Embora eu seja cirurgiã plástica, sou médica primeiro lugar e, quando me formei, jurei cuidar de todos os pacientes - e é isso que estou fazendo. Acredito que todos os médicos têm uma obrigação moral de estar aqui, na linha de frente contra o coronavírus.

Meu trabalho com a Smile Train me ensinou a ter paciência, a cuidar de um sorriso de cada vez - e assim eu vivi esses dias, comemorando todas as pequenas vitórias diárias. Com todas as minhas atividades habituais suspensas, venho ao Pronto Socorro todos os dias para unir forças com meus colegas e ajudar no que for preciso. Não visitei meus pais idosos nem meus amigos para protegê-los. Também mudei de rotina ao chegar em casa - agora tenho uma lista de coisas que devo fazer para não contaminar meu marido.

Tudo isso é novo, mas entendo que é temporário. Eu sei que tudo vai ficar bem, e tiraremos lições deste momento difícil. Esse momento de isolamento social e mudança de rotinas deve ser usado para nos ajudar a repensar nossas prioridades e nossos hábitos diários, e devemos sair dessa situação como melhores seres humanos.

Estou me juntando a todos os outros ao redor do mundo e orando para que esse momento difícil possa passar em breve.”


Quando as cirurgias forem retomadas, heróis e heroínas como a Dra. Daniely precisarão do seu apoio mais do que nunca para continuar cuidando de pacientes vulneráveis com fissura labiopalatina. Doe agora mesmo para a Smile Train.

Receba as Novidades da Smile Train

Veja também...

Staff

Karla Rico é a nova Program Manager da Smile Train México. É responsável pela manutenção...

Newsroom

Smile Train lamenta a perda do Dr. Ian Jackson, um homem que viveu cada dia de seus 85...

Staff

Camila Beni é Program Manager da Smile Train Brasil. Nesta oportunidade, ela conta sobre...